Ferramentas essenciais para gestão de ensino institucional

Existem algumas ferramentas disponíveis para o planejamento estratégico de ensino, quais sejam:

Análise 360º

Você pode ter várias ideias de mudanças e inovações para a instituição de ensino. Porém pode sentir dificuldades na hora de priorizá-las e entender quais são as melhores para você. É para isso que serve a análise 360º.

Ela é uma ferramenta utilizada para analisar cada uma das ideias e verificar a viabilidade e aplicabilidade dela. Com ela, você é capaz de visualizar os planos de ação propostos a partir de diversos ângulos e, com isso, tomar uma decisão assertiva sobre como formular e implementar o seu planejamento estratégico de forma eficiente.

Análise SWOT

A análise SWOT é uma ótima ferramenta para ser usada durante o diagnóstico da situação da instituição de ensino. Consiste em uma matriz 4×4 na qual você insere as principais oportunidades, ameaças, pontos fortes e pontos fracos da sua instituição.

Forças de Porter

Essa ferramenta, concebida por Michel Porter, consiste em uma forma de analisar as 5 forças competitivas da instituição de ensino diante do mercado. As 5 forças são:

  1. rivalidade entre concorrentes: focada no número de concorrentes que você possui e grau de agressividade da rivalidade entre vocês;
  2. poder de barganha dos clientes: consiste na análise do quanto os pais e responsáveis pelos seus alunos podem barganhar preços com a sua escola. Está muito ligada à primeira força, uma vez que quanto mais concorrentes, maior o poder de barganha;
  3. poder de barganha dos fornecedores: você precisa de recursos para que a sua escola funcione. Dependendo do tipo de fornecedor ou de materiais necessários, pode ser que os fornecedores cobrem preços excessivamente altos da sua instituição;
  4. ameaça de entrada de novos concorrentes: pode ser que surjam novas escolas com propostas semelhantes à sua, o que pode comprometer o número de alunos da sua instituição. Esse elemento é a 4º força de Porter e é chamado de ameaça de entrada de novos concorrentes;
  5. ameaça de produtos substitutos: as escolas precisam inovar a todo tempo para se manterem atuais e competitivas no mercado. Portanto, você precisa analisar a ameaça de surgirem novas metodologias de ensino mais eficazes do que as utilizadas pela sua instituição, de forma a se manter sempre atualizada e fornecendo um ensino de qualidade para os seus alunos.

5W2H

Essa é uma metodologia muito utilizada na hora de realizar planejamentos dos planos de ação a serem implementados no seu planejamento estratégico. Ela consiste em uma sigla para as 7 perguntas clássicas em inglês: why, what, where, when, who, how e how much.

  • Why (por que): é a sua diretriz e deve indicar o objetivo do processo a ser implementado ou modificado. Ela deve refletir as diretrizes do seu planejamento estratégico e estar alinhada a elas;
  • what (o que): indica o que deve ser feito, ou seja, todas as etapas que devem ser cumpridas para que o plano de ação saia do papel;
  • where (onde): indica em qual local o processo será realizado. Nela você deve deixar claro se é um plano de ação para ser implementado dentro da sala de aula, na sala dos professores, no seu departamento de gestão escolar, entre outras áreas da sua escola;
  • when (quando): é a pergunta que norteia o cronograma de implementação do plano de ação. Isso significa que você deve determinar uma data de início e término para o projeto, assim como para cada uma das etapas que o compõe;
  • who (quem): indica os responsáveis pela implementação do plano de ação, assim como todos que vão ter algum tipo de atuação no projeto;
  • how (como): esse é o momento de definir qual metodologia você vai utilizar para implementar o plano de ação;
  • how much (quanto custa): é preciso planejar também o orçamento a ser utilizado para cada um dos processos e planos de ação a serem implementados na sua escola.

Defina o seu trio missão-visão-valores

Uma das primeiras diretrizes do planejamento estratégico para viabilizar uma gestão de ensino producente deve ser a definição desses elementos. Para isso é importante entender o que cada um deles significa:

  • missão: é o seu propósito, seu DNA, o que justifica a existência da sua escola;
  • visão consiste em onde você quer chegar em um período de tempo pré-determinado (pode ser 2, 3, 5, ou 10 anos);
  • valores são princípios, crenças, comportamentos dos quais você não pode abrir mão durante a sua trajetória. Ou seja, são os elementos que você deve levar consigo para atingir a sua visão.

Portanto, definir esses elementos é essencial para um planejamento estratégico coerente, tanto interna quanto externamente. Para isso, reflita com a sua equipe e busque encontrar uma missão-visão-valores compartilhados por todos. Acredite que, mesmo sem que você saiba, eles já estão presentes.

Defina o cenário que pretende alcançar

Uma outra ação necessária na hora de criar um planejamento estratégico é a definição do cenário que se pretende alcançar. Ele está muito ligado à visão e se refere à onde se deseja chegar em 2, 5 e 10 anos.

Queremos ser a instituição de ensino mais inovadora da região? A maior da cidade? Tudo isso deve ser incluído no cenário ideal do planejamento estratégico.